Campos empata diante do 7 de Abril e vai decidir Série C com Pérolas Negras

Yuri Silva (Campos) marcando Alex Sandre (7 de Abril)

Dono da melhor campanha da Série C do Estadual, o Roxinho entrou em campo neste domingo (12) para defender sua hegemonia. A equipe de Campos enfrentou o 7 de Abril no Estádio Ferreirão, em Cardoso Moreira, pela última rodada da fase classificatória da Quarta Divisão, e empatou em 1 a 1. Rafael Santos marcou para o time canarinho e Boneco para o roxo, ambos no segundo tempo.

O jogo

Nos minutos iniciais, o 7 de Abril apostou nas jogadas pelas laterais, mas sem sucesso. Aos poucos, o Campos foi ganhando campo e, na marca dos 14 minutos, Cezar derrubou Yuri na área e o árbitro Wandemberg de Araújo marcou pênalti a favor do Roxinho. Laerte bateu no canto esquerdo do goleiro Flávio, que defendeu. Aos 26, veio a resposta da equipe visitante. João completou cruzamento vindo da direita, mas acertou a trave de Elvis. Logo depois, foi a fez de Biro quase marcar. O atacante do time campista pegou sobra de bola dentro da área e chutou forte, mas Flávio pegou de novo.

No primeiro lance de perigo da segunda etapa, Rafael Santos aproveitou bobeira da zaga campista para abrir o marcador: 7 de Abril 1 a 0. A partir deste momento e, principalmente após a parada técnica, Leão do Parque Leopoldina foi todo ataque. Aos 25, Julinho avançou livre pela direita, entrou na área e cruzou para Ronald, que cabeceou firme. Flávio defendeu e a defesa afastou para escanteio. Sete minutos depois, em nova jogada pelo lado direito de ataque, Boneco aproveitou cruzamento para empatar: 1 a 1 e primeiro gol como profissional do jogador recém promovido da base. Mesmo com um jogador à menos devido à expulsão de Nicolas, aos 36, em jogada de pé alto, a postura ofensiva do Campos foi mantida. Aos 40 minutos, Ronald completou de cabeça cobrança de escanteio rente à trave. Logo depois, Boneco teve outra chance de marcar, mas foi travado por Flávio no último lance de perigo da partida.

Em meio a jogos decisivos e suspensões, o técnico campista Guilherme Batista fez opção por poupar alguns jogadores e promover a estreia de outros na competição no jogo deste domingo. O treinador falou sobre a atuação dos estreantes e avaliou o resultado. “A avaliação é positiva. Devido à quantidade de mudanças que fizemos para essa partida, estou muito satisfeito com os atletas que ainda não tinham tido oportunidades. Quatro atletas fizeram a primeira partida hoje, então tinha um pouco de receio pelo ritimo de jogo, mas nenhuma dúvida pela qualidade dos atletas e capacidade deles. Fizeram excelente partida e estão de parabéns. O importante foi se preparar para a final”, disse o treinador.

Classificado para a final, o Roxinho enfrentará o Pérolas Negras em duas partidas. Guilherme também abordou o assunto decisão e disse esperar grandes jogos diante do Pérolas. “A expectativa é de duas boas partidas. A equipe do Pérolas Negras é fortíssima, com muita qualidade e boa estrutura. Queremos muito esse título, sabemos das dificuldades, mas será um jogo de 180 minutos. Se Deus quiser, tudo vai dar certo. Vamos nos preparar nessa semana para quinta-feira fazer a primeira partida e no domingo conquistar esse título para nossa torcida”, completou.

O Campos terminou a primeira fase da Série C com 41 pontos e melhor campanha na classificação geral. Nas finais diante do Pérolas Negras, marcadas para os dias 16 e 19 de novembro, a equipe terá o mando de campo no segundo jogo. Os locais ainda não foram divulgados pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), mas a tendência é que os estádios do Esporte Clube Avelar, em Paty do Alferes, e Ferreirão, em Cardoso Moreira, sejam os palcos.

 

Por: Gabriel Torres Foto: Gabriel Torres