Carlos Abreu fala sobre Futebol, reestruturação e resgate do Americano

Carlos Abreu com os troféus do Americano. Foto: André Capão

Seguindo a nossa série de entrevistas com os presidentes dos clubes profissionais de Campos, após a entrevista de Marcinho do Campos, foi a vez do presidente do Americano, Carlos Abreu, falar com o Esporte Campos. Ele gentilmente nos recebeu em sua residência e falou sobre tudo que está rolando e muita coisa boa que está por vir no Americano para os próximos anos.

O Americano, que esse ano disputou dois campeonatos e chegou muito perto do acesso a série A do Campeonato Carioca e perto do título da Copa Rio, se prepara para um ano de 2018 com três competições: Campeonato Carioca série B1, Copa Rio e Campeonato Brasileiro Série D.

Como a entrevista com Carlos Abreu foi muito extensa, a dividimos em duas partes e hoje vamos nos concentrar no Futebol. Abreu falou abertamente sobre planejamento, reestruturação, captação de recurso e deixou um recado com uma boa pitada de provocação para o torcedor do Americano, confiram.

O Americano foi eliminado da Série B1 pelo maior rival e logo em seguida viu o título da Copa Rio escapar para o Boavista. Que impacto essas derrotas tem no planejamento do clube na parte financeira para 2018?

Carlos Abreu– Bom, disputamos esse ano duas competições e conseguimos cumprir 50% da nossa meta, quando assumimos a presidência, o objetivo era conseguir o acesso para a série A do carioca e dar visibilidade nacional para o clube, por isso digo que alcançamos 50% da meta, pois iremos participar de um campeonato Nacional em 2018. Com relação ao planejamento econômico, que na verdade foi um “planilhamento”, como sempre brinco, pois quando assumimos, o Americano já estava iniciando a competição e tivemos que captar recursos em cima da hora, assim, tivemos que segurar um pouco a reestruturação do clube. A derrota para o Goytacaz e a perda do acesso, gerou para o clube um prejuízo com patrocínio e visibilidade, chegamos próximos de alcançar o objetivo e não conseguimos, aí fica o sentimento de frustração e quando há esse sentimento, o torcedor e o potencial patrocinador se retraem e a gente tem que começar tudo de novo mais forte, esperando que em 2018 seja diferente.

Como está sendo feita a reestruturação do Futebol para 2018?

Carlos Abreu– Estamos reestruturando o futebol, com a saída do Luciano Viana, o diretor de futebol profissional ainda não foi definido, inclusive já fiz o convite pro novo coordenador técnico das categorias de base e iremos fazer uma coletiva de imprensa apresentando ele em Dezembro. Com relação ao futebol profissional, vai depender do calendário, é difícil falar qualquer coisa nesse momento, sabemos que iremos disputar três competições, o Campeonato Carioca série B1, a Copa Rio e o Campeonato Brasileiro da série D, mas não sabemos quando irão iniciar, a série D começa em Abril, mas a Série B1 e a Copa Rio ainda não se sabe qual vai iniciar primeiro e assim fica difícil se planejar, será um ano complicado, tem a Copa do Mundo e a gente ainda não tem o arbitral designado. A nossa ideia inicial é começar as nossas atividades já a partir de janeiro.

E o trabalho de captação de recursos para jogar todas as competições em 2018? 

Carlos Abreu– Esse é o nosso trabalho diário hoje, de prospecção, encontro com empresários, envio de propostas de patrocínio, nossa equipe tem feito uma média de cinco por dia, temos feito uma série de reuniões, inclusive fora do Estado e a gente espera até janeiro de 2018 já ter esse volume de recursos para aí sim poder pensar, porque como um Clube Cidadão, a gente não poderá gastar mais do que arrecada, então o nosso principal objetivo hoje é fechar os patrocínios, os projetos aprovados que já temos para 2018.

O Americano irá priorizar algum campeonato?

Carlos Abreu – O Americano sempre entra para ganhar todos os campeonatos, a gente acredita muito na Copa Rio, a equipe ficou muito confortável com esse tipo de competição com mata-mata, assim como vai ser a segunda fase da Série D e acreditamos que podemos ir longe nas duas competições, até porque, a primeira fase da Série D é regionalizada. Vamos montar um time para ir o mais longe possível em todas as competições e voltamos mais fortes em busca do acesso a Série A do Carioca também.

Qual o recado que você tem para torcida e o que o torcedor pode esperar do Americano nos próximos anos?

Carlos Abreu– Quero que o torcedor continue acreditando na gente, continue ajudando, porque Papai do Céu sempre ajuda quem trabalha sério, com carinho e transparência, eu acho que a nossa hora vai chegar e talvez esteja perto, uma coisa eu tenho convicção, não vamos ficar 25 anos para levantar um caneco.

Desde já queremos agradecer ao presidente Carlos Abreu pela forma cordial e gentil como nos recebeu em sua casa e deixamos aqui o link aberto para o Americano, desejamos que em 2018 o Clube volte ainda mais forte e conquiste grandes resultados para alegrar a grande massa Alvinegra de Campos. Nessa quinta-feira (16) iremos divulgar a segunda parte da entrevista com o Presidente falando sobre o Estádio, o novo Complexo que está sendo construído em Guarus e sobre os projetos do clube para os seus sócios torcedores.

 

Por Marcelo Pereira e Arnaldo Garcia – Esporte Campos
Fotos: André Capão – Esporte Campos