ECO Bodyboard fecha a programação do Verão 2018 no Farol

Foto:

Inscrições podem ser realizadas até esta sexta-feira (2). Evento conta com o apoio da Fundação Municipal de Esportes

A praia do Farol de São Thomé vai receber neste final de semana as competições do ECO Bodyboard, que vai reunir atletas de várias cidades da região. Paralelo ao evento, serão realizadas ações ambientais, culturais socioeducativas na praia campista. A Fundação Municipal de Esportes (FME) apoia o evento, que vai fechar a programação esportiva do Verão 2018.

As inscrições para participar do campeonato estão abertas até hoje (2), através do telefone (22) 997675037. O valor é de R$ 60 mais 2 quilos de alimento não perecível para todas as categorias. O atleta ainda pode optar por fazer um combo, incluindo algum material do evento, como camisa ou lycra. O interessado deve informar sua categoria, solicitar código para depósito e seguir as seguintes instruções: enviar foto do comprovante de depósito ou transferência para o número de celular da organização ou pelo e-mail camposmasterbodyboard@gmal.com até sexta feira (02). As inscrições só serão validadas após confirmação.

— O Eco Boadboard será um dos eventos nesse final de semana, que vai fechar a programação esportiva do Verão 2018 do Farol de São Thomé. Durante o verão realizamos mais de 13 eventos esportivos, que movimento a praia campista, levando moradores e turistas a Arena Farol para prestigiar. Com o apoio da iniciativa privada como SuperBom, MRV Engenharia, Smart Fit e Unimed Campos conseguimos realizar essas atividades na orla — conta o presidente da FME, Raphael Thuin.

A competição esportiva será dividida nas seguintes etapas: Open Masculino e Feminino; Máster Formato Equipes; sub-16 Masculino. No sábado (3) a partir das 7h, os atletas  da categoria Máster (30+) divididos em: Sênior 30 à 34 anos; Máster 35 à 39 anos; Grand Máster 40 à 44 anos; Legend 45+; Musas 30+, entram na água.

— O ECO Bodyboard é um evento esportivo de cunho socioambiental que promove interação entre atletas, comunidade e turistas. Nós acreditamos que  através da educação ambiental com relevantes práticas de instrução, informação e capacitação das populações seja possível mudar o atual quadro de abuso e desperdício dos recursos naturais. É necessário nos reinventar e mudar radicalmente nossos hábitos, aprendendo a valorizar a água nosso bem maior e dar fim ao nosso lixo — destaca o organizador do evento Hugo Pessanha.

Fonte: PMCG