Equipes do Paraesporte vão para o Campeonato Estadual da OEB

Foto: Marcos Gonçalves

Comitiva de Campos é composta por mais de 20 atletas que vão disputar nas modalidades natação, futsal, atletismo, ginástica rítmica. Competição vai acontecer nos dias 1, 2 e 3 de dezembro, no Jardim Sulacap, no Rio.

Cerca de 30 atletas do Paraesporte, projeto da Fundação Municipal de Esportes (FME), nas modalidades natação, vôlei de praia e bocha participam nos próximos dias 1º, 2 e 3 de dezembro, na Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), no Jardim Sulacap, Rio de Janeiro, da etapa Estadual das Olimpíadas Especiais Brasil (OEB). Os campeões da etapa estadual participarão do sorteio para a nacional, prevista para março de 2018.
Entre os participantes, o atleta de natação Ryan Borges Azeredo, que ficou em segundo lugar na etapa Natação Abertas, que aconteceu em Lagoa de Cima, e também Marcelo de Souza, o “Fofão”, e mais 25 atletas do Paraesporte. A equipe de Campos embarca sexta-feira, (1º), às 8h. A cerimônia de abertura será a partir das 15h.
Paralelo às competições esportivas, os atletas de Campos Márcia Regina da Silva Erbas, da ginástica rítmica; Fernando Augusto Barcelos Brasil, futsal; Diego Barreto, natação e Ihasmmin Ribeiro Rodrigues, atletismo vão participar do curso de Atleta Líder. O presidente da FME, Raphael Thuin, que é um dos Embaixadores das Olimpíadas Especiais Brasil, incentiva os alunos a participarem das competições que além de promover a inclusão social amplia os horizontes das pessoas com deficiências, que até o início do governo era restrito. “No Paraesporte, eles superam os limites e por meio do esporte têm a oportunidade de melhorar a qualidade de vida”, ressaltou Thuin.
O psicólogo do Projeto Paraesporte, Hugo Neves, destaca que a participação dos alunos nesta etapa da competição representa crescimento e independência dos atletas. “Ao longo destes sete meses de trabalho, estamos conseguindo elevar a autoestima das pessoas com deficiência e mostrando que são capazes. Mas para obter esse resultado, também temos que trabalhar a família, que passa a ver com outros olhos as limitações de seu filho, adquirindo confiança no familiar e no trabalho do Paraesporte. Muitos dos nossos atletas vão viajar, pela primeira vez, sem a família”, disse o psicólogo.
O coordenador regional de esportes e representante da OEB, Tiago Siqueira, fala da importância dos atletas participarem de um evento desse porte. “Atletas de vários municípios vão participar desta etapa, o que proporciona a interação dos atletas e mostra que podem vencer as barreiras. Os campeões nesta etapa vão participar do sorteio, para o Campeonato Nacional, previsto para março de 2018. E os que avançarem vão integrar a equipe brasileira nos Jogos Mundiais de Verão da Special Olympics, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, em 2019.
Fonte: PMCG