Goyta faz contas para ficar na série A do carioca

Foto: Reprodução Facebook do Goytacaz

Na última segunda-feira (22), o Goytacaz ficou no 2 a 2 com o Bonsucesso no Aryzão e só volta a jogar em casa casa no dia 17 de fevereiro, atuando três jogos seguidos longe de seus domínios no Grupo X. O que pode parecer um cenário muito preocupante não condiz exatamente com um planejamento feito há algum tempo pela própria comissão técnica do Alvianil: somar sete pontos a cada três jogos.

O antigo planejamento do técnico Paulo Henrique, que acompanha o clube desde a Série B1, é de conquistar números positivos dentro de um médio prazo. Na conta, seriam duas vitórias e um empate dentro de três partidas. O lateral-esquerdo Almir mostra confiança de que, após o tropeço em casa com o Cesso, o clube campista mostre sua força no próximo jogo, contra o America.

– Desde a Série B1, o professor Paulo Henrique sempre estipulou esses números. Empatamos a primeira em casa e vamos em busca da vitória sobre o America. Temos um retrospecto muito positivo fora de casa também –frisou o jogador.
Antes do início do Grupo X, o Goytacaz fez exatos 30 jogos oficiais sob o comando de Paulo Henrique. Dividindo as partidas de três em três, em quatro oportunidades o clube da Rua do Gás conseguiu obter o planejamento mínimo de sete pontos. Em outras seis sequências, ficou abaixo da média pedida pelo seu treinador.
– Temos que impor nosso ritmo de jogo, como sempre fizemos. Mas procurando respeitar o America, que tem vários jogadores de qualidade. Teremos três jogos fora de casa, mas as duas partidas em casa nas duas últimas rodadas vai nos dar um pouco de tranquilidade, pois vamos ter o poder de decidir ao lado da nossa torcida – conclui Almir.
Goytacaz x America, pela segunda rodada do quadrangular do rebaixamento, é no sábado (27), às 16h, no Estádio Giulite Coutinho.
Fonte: FutRio