Goytacaz faz jogo de vida ou morte contra o Bonsucesso

Arte: Futrio
A expressão jogo de seis pontos define muito bem o duelo entre Bonsucesso e Goytacaz, nesta quarta-feira (7), pela quarta rodada do Grupo X. As equipes entrarão em campo às 16h, precisando da vitória para manter acesa a chama de escapar do rebaixamento. Quem perder se afunda de vez na zona da degola, enquanto o vencedor encosta em America e Resende, os dois que sobreviveriam na Série A neste momento.
Do lado do Bonsucesso, o objetivo é finalmente encerrar o jejum como mandante no Estadual. Com o estádio interditado e alternando jogos entre Elcyr Resende e Moça Bonita, o Rubro-Anil da Leopoldina perdeu três partidas e empatou uma. Na Seletiva, derrota para o Goyta por 3 a 1 em Saquarema, resultado que eliminou a equipe da fase principal e rendeu a saída do técnico Marcelo Salles.
E é justamente na partida da primeira fase que o Goytacaz se inspira para vencer pela primeira vez no Grupo X.  Afinal, aquela foi a última vitória do Alvianil na temporada. Na fase atual, foram dois empates e uma derrota. Campanha rigorosamente igual a do adversário, o que faz com que ambos estejam juntos na última posição com apenas dois pontos e faça a partida ganhar contornos de decisão, mesmo sendo apenas a abertura do returno.
O goytacaz busca ao menos um empate hoje para se manter firme na disputa e assim fazer dois jogos decisivos em casa precisando de duas vitórias para poder sonhar com a permanência na elite do futebol Carioca.
Histórico recente 
Será a terceira vez que Bonsucesso e Goytacaz vão se enfrentar na temporada. Nas duas primeiras, uma vitória do Alvianil – 3 a 1, em Saquarema, pela Seletiva – e um empate – 2 a 2, na abertura do Grupo X, em Campos dos Goytacazes.
A partida
Bonsucesso x Goytacaz – Campeonato Carioca, 4ª rodada do Grupo X – 07/02/2018 às 16h
Estádio de Moça Bonita (Rio de Janeiro-RJ)
Árbitro: Philip George Bennet
Assistentes: Wallace Muller Barros Santos e Guilherme Vogas Tavares
Bonsucesso: Fabrício, Yago, Felipão, Leandrão e Jeanderson; Filipe Silva, Jonnes (Sabão), Julinho e Leandro Chaves; Matheus Pimenta e Jackson. Técnico: Toninho Andrade.
Goytacaz: Paulo Henrique; Tenente, Edson, Cleiton e Almir; Jeffinho, João Vitor, Gabriel Galhardo e Canhoto; Anderson Oliveira e Sodré. Técnico: Paulo Henrique.
Fonte: Futrio