I Torneio Ecoanzol de Pesca de Praia, em Farol, reúne 60 atletas

Foto: Antônio Cruz

Dupla campeã pescou 34 espécies durante os dois dias de provas

O mar do Farol de São Thomé foi palco neste final de semana do I Torneio Ecoanzol de Pesca de Praia, que reuniu 60 atletas de pesca esportiva de clubes federados de Campos, Macaé, Rio das Ostras, Barra de São João, Maricá e Rio de Janeiro. Apesar das ondas e dos ventos fortes, a dupla do Clube de Macaé, Pablo Agostinho dos Santos e Alex Vander de Azevedo Silva, foram os campeões da competição, após pescar 34 espécies durante os dois dias de provas.
O evento, que tem o apoio da Fundação Municipal de Esportes, tem por objetivo resgatar o esporte que foi extinto na região, no final da década de 80, incentivando a preservação desse patrimônio imaterial que é a pesca na região, destacou o coordenador do torneio, Marcelo Fernandes.  O Torneio contou com duas provas. No sábado, das 14h às 18h e a última etapa no domingo, das 7h às 11h, na orla do Farol, no trecho entre a Colônia da 3ª Idade e o Lagamar.
– Já estamos pensando em realizar em 2019 o II Torneio e resgatar essa cultura da pesca na região, tanto do Robalo, no Rio Paraíba do Sul como essa da pesca na Praia do Farol de São Thomé. O evento está sendo um sucesso, conseguimos reunir 60 atletas esportivos de várias cidades do Estado, que além de divulgar o sucesso do evento, que está se tornando uma referência entre os pescadores esportivos, ainda fomentou a economia local, principalmente na rede de hotelaria e restaurante que registou mais de 90% de ocupação – destacou o presidente da ONG Ecoanzol, Marcelo Fernandes.
O campeão da prova, o representante do Clube de Macaé, Pablo Agostinho dos Santos, que é campeão brasileiro 2017 de pesca, classificou o Torneio como excelente, apesar da ressaca do mar que exigiu muito mais dos atletas. Mas mesmo assim, não tirou o brilho do evento, que reuniu dezenas de atletas. “É a primeira vez que venho pescar no Farol e apesar de morar no município vizinho de Macaé, nunca tinha passado pela experiência de pescar aqui, mas fiquei surpreso com a estrutura do evento. Como atletas, esperamos que outras provas venham a acontecer no futuro e que Campos se torne uma referência”, concluiu Pablo, já classificado para a prova Sul Americana, no Chile, em abril.
O I Torneio Ecoanzol de Pesca de Praia, também atraiu a dupla feminina Viviane Oliveira da Cruz e Tatiane Moraes, que há dois anos vem participando de competições nacionais. “A pesca tem conquistado a cada ano muito mais mulheres e já temos grupos durante os torneios. Muitas das vezes o gosto surge por acompanhar o marido nas competições, mas depois apreendemos a gostar e passamos a competir. Mas, hoje, a ressaca não foi muito favorável, prejudicou muito a pescaria. Mas serve como experiência”, comentou Viviane.
O presidente da Federação de Pesca e Lançamento do Rio de Janeiro, Valério Pedra, foi o árbitro da competição e aproveitou para parabenizar a organização do evento e da Prefeitura que vem apoiando essa iniciativa de fomentar a pesca esportiva no município. “Estivemos aqui em maio do ano passado, durante o I Torneio de Robalo do Rio Paraíba do Sul, que foi um sucesso e agora esse no Farol, que mesmo com a ressaca do mar, está servindo para mostrar o alto nível dos pescadores, que conseguiram pescar várias espécies”, ressaltou Pedra.
– É muito gratificante ver o resultado desse I Torneio de Pesca na Praia do Farol de São Thomé, que reuniu atletas esportivos de vários município e ver que é mais uma opção esportiva que se identificou com a população campista. Podemos confirmar essa característica durante o I Torneio de Pesca ao Robalo, no ano passado e agora aqui no Farol. Mostra mais uma vez que o governo do prefeito Rafael Diniz está no caminho certo e buscando inovar e fortalecer não só o esporte de pesca esportiva no município, mas fomentar a economia. Vamos continuar trabalhando e apoiando iniciativas como essa – destacou o presidente da Fundação Municipal de Esportes, Raphael Thuin.
Fonte: PMCG