Polêmica! Goyta vai denunciar Cabofriense por escalação irregular

Victor Silva pode ter atuado irregular na estreia da Cabofriense. Foto: Gabriel Farias (FutRio)

O Goytacaz terminou a seletiva do Carioca em terceiro lugar com a mesma pontuação dos dois classificados, Cabofriense e Macaé, mas atrás no saldo de gols. Mas isso não significa que a seletiva do Carioca tenha terminado, isso porque uma polêmica entra em campo, o Goyta promete ir à Justiça denunciar a Cabofriense por ter, supostamente, utilizado um jogador irregular na estreia da seletiva. Segundo o Alvianil, o zagueiro Victor Silva não cumpriu uma punição que sofreu na última rodada da série B1 em agosto de 2017. O zagueiro do tricolor da Região dos Lagos recebeu o terceiro cartão amarelo na última rodada da Taça Corcovado e, no entendimento da diretoria do Goyta, não poderia ter atuado pela Cabofriense na estreia da Seletiva.

Caso essa denúncia seja feita no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/RJ), fato que já foi anunciado pela diretoria do Goytacaz, isso poderá atrasar o andamento do Campeonato Carioca. Em primeiro lugar na seletiva com os mesmo pontos do Goyta, a Cabofriense tem agora que se preocupar, e muito, isso porque caso se confirme essa denúncia, pode perder pontos e automaticamente perder a vaga na fase de grupos do Carioca.

Ricardo Barreto, supervisor de futebol do Goyta, em contato telefônico com o site FutRio, confirmou que o clube irá a Justiça tentar uma punição para o clube da Região dos Lagos, o clube de Campos vê o caso como incontestável.
– Descobrimos isso através do nosso departamento técnico. Na nossa avaliação final do campeonato, foi feito o retrospecto inteiro, de todos os times. E foi aí que se soube que o Victor levou o terceiro amarelo na última rodada da B1, vindo a jogar a Seletiva, que é um torneio da própria Federação, sem ter cumprido a suspensão. Faremos a denúncia junto à Federação já nesta quarta por ser o último dia que temos, será o mais rapidamente possível – afirmou Barreto, admitindo a hipótese de que a denúncia pode ter desdobramentos complexos, como uma eventual paralisação do campeonato:
– É claro que isso deve acarretar em alguma coisa, mas estamos procurando apenas nosso direito. O jogador entrou em campo irregular e nós estamos buscando o que é d nossa responsabilidade. O time a ser classificado à fase principal, com esse erro da Cabofriense, seria o Goytacaz.
O assunto é delicado e merece total atenção, pois diante de um calendário tão apertado, devido a disputa da Copa do Mundo, uma paralisação pode complicar e muito a vida dos 4 grandes clubes do Rio. Agora é esperar as cenas dos próximos capítulos dessa novela que está sendo lançada nessa quarta-feira com o Goyta e a Cabofriense como protagonistas e principais interessados nessa disputa Judicial.
Por Marcelo Pereira – Esporte Campos