Roxinho não sai do zero e título da Série C Estadual fica com Pérolas Negras

Jonathan (Pérolas) corta jogada de Jeffinho (Campos). Foto: Gabriel Torres

Apesar da luta e entrega, o Roxinho não conseguiu conquistar o título do Estadual da Série C. Precisando vencer por três gols de diferença para ter chances – placar da derrota no jogo de ida – o Leão do Parque Leopoldina foi ofensivo durante toda partida, mas não saiu do zero diante do Pérolas Negras, na tarde deste domingo (19), no estádio Ferreirão, em Cardoso Moreira. O resultado garantiu a taça de Campeão ao time de Paty do Alferes em sua primeira temporada no futebol profissional.

O jogo

Muita luta e entrega, essa é a frase que resume a atuação das duas equipes. Em meio a disputas nada amigáveis no meio campo e o jogo truncado, poucas chances de gol. O Campos, que precisava marcar de qualquer jeito, teve duas chances no primeiro tempo e só. Aos 28 minutos, Yuri Silva se livrou da marcação do Pérolas e finalizou no canto direito do goleiro Jeferson, que colocou para escanteio. No último minuto do primeiro tempo, Jeffinho invadiu a área e driblou dois zagueiros, mas pecou no arremate, que foi sobre a meta.

Na etapa complementar, o Campos foi mais incisivo no ataque e chegou perto de marcar diversas vezes, como consequência cedeu espaços para os contragolpes do time patiense. Aos 15 minutos, em jogada pela direita, Jeffinho cruzou para Douglas finalizar, mas Jeferson salvou o Pérolas com defesa no ângulo. No minuto seguinte, foi a vez de Rafael Paty quase inaugurar o marcador para os visitantes. Mas Wallef defendeu. A partir dos 20 minutos, só deu Campos no ataque. Primeiro, Yuri Silva completou cruzamento, mas por cima do gol. Depois, Jean Moreno teve gol anulado pela arbitragem, que marcou impedimento. Pausa no sufoco para duas expulsões: Adriano, do Pérolas, e Iury Robert, do Campos. Nos acréscimos, Laerte acertou bela cabeçada, exigindo reflexo e agilidade à Jeferson para salvar o Pérolas e sacramentar o empate sem gols.

Presidente do Campos, Marcio Reinaldo falou sobre a campanha e agradeceu à todos que participaram do acesso para a Campeonato Carioca da Série B2 de 2018.

– Procuramos montar um elenco forte para ter condições de disputar o acesso e o título. Foram meses muito difíceis, onde aprendemos no dia a dia e o grupo foi se qualificando, se tornando mais forte, unido e aguerrido. Temos que agradecer á comissão técnica, diretoria, jogadores, patrocinadores e torcedores. Dedico esse acesso à todas as pessoas que contribuíram direta ou indiretamente, especialmente à comissão técnica e atletas – disse o mandatário.

Além da definição do campeão, a Série C teve neste domingo os últimos dois acessos confirmados, se juntando aos times finalistas. Casimiro de Abreu e 7 de Abril venceram suas partidas nos playoffs e garantiram vaga na Série B2 de 2018. O Campos encerrou a competição com 13 vitórias, 3 empates e 2 derrotas. Em 18 jogos, o Roxinho marcou 34 gols e sofreu apenas 10.

 

Por: Gabriel Torres.